domingo, 23 de agosto de 2015

Conjuntura Atual e um chamado aos militantes sociais.


Provavelmente o PT não chega em 2018 ainda ocupando o governo federal, a economia esta destroçada (principalmente por conta dos ajustes fiscais, que penalizam os mais pobres), a inflação na base, ou seja, no dia a dia esta praticamente a 10%, os juros estão a 14,25%, crédito escasso, a conta de luz nas alturas (pessoas pobres pagando 150,00, 300,00 de luz), alteração no seguro desemprego e abono salarial. O governo atacando frontalmente sua base social com essas medidas e, favorecendo os bancos, empreiteiras . A única forma desse governo conseguir se manter, seria através de medidas populares, o que já demonstrou que não fará(portanto não cabe mais ilusões), desse modo abrindo completamente o espaço para a direita/extrema direita(de fora e de dentro do governo), se levantar nas ruas,redes etc..


Os comunistas, socialistas e lutadores sociais de um modo geral, devem começar a se voltar para a base, ou seja, trabalhar nas periferias, favelas e comunidades, para que possamos construir uma resistência(necessária), perante os ataques neoliberais que já estão fazendo e o que ainda esta por vir, essa crise não é apenas no Brasil e muito menos cíclica, o capitalismo parasitário não esta se recuperando, e o aumento das dividas públicas dos países só aumentam, o que gera a continua necessidade de medidas de austeridade, aumentando a desigualdade social e precarizando ainda mais a vida do trabalhador. Não é possível que fiquemos esperando um salvador da pátria convocar manifestações e as pessoas para um trabalho de militância que esta completamente abandonado(e não é de hoje).

Precisamos de uma esquerda que esteja disposta a fazer uma militância fora das universidades e dos círculos de classe média, o povo trabalhador, das favelas e periferias precisa ouvir sobre o socialismo e a revolução, precisa ser apresentado a eles essa alternativa e, como podemos chegar lá. Essa proposta não funcionará com apenas meia duzia de pessoas fazendo, é necessário uma ampla inserção para que os resultados aconteçam, e para isso se faz urgente essa reflexão, que também é um chamado a todos os militantes das causas populares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário