domingo, 29 de maio de 2016

Executivo Basco mostra no Facebook como são os supermercados da classe alta em Caracas:Não falta nada.

Agostinho Otxotorena é um executivo Basco residente em Caracas, que recentemente, há pouco mais de uma semana, está cansado de seus amigos e parentes em Espanha todos os dias chamá-lo para lhe dizer que na Venezuela não há comida e viviam em níveis semelhantes de pobreza Somália ou da Etiópia aqueles na continente Africano.


Assim, em 20 de maio, ele começou a publicar em sua página pessoal  no Facebook uma série de fotografias dos supermercados e lojas de alimentos de setores da classe média alta da capital venezuelana, residente em algumas áreas do leste de Caracas e, especialmente, do sudeste .

Sua primeira conclusão é que se trata de dois países onde ainda "há muitas pessoas que têm um mau momento e que não recebe o dinheiro para viver", há "uma alta classe que vive em padrões de vida  superiores ao europeu, riqueza mal repartida''.

"Se você tem dinheiro, tem Whisky 18 anos, Exquisite Ron Venezolano, Champagne francês, russo ou suecos vodka, chocolates belgas, carnes saborosas, lagosta, roupas de marca, restaurantes exclusivos, discotecas espetaculares, praias com iates, clubes de golfe, equitação, tênis, futebol e todo um país dentro de outro país onde não há pobres, as mulheres e as crianças são loiros, ir para as escolas exclusivas, universidades exclusivos, e se divertir em Turtle Island ou Arquipélago de Los Roques, onde apenas os negros ou pobres são os garçons, serviço ou a segurança ", explica precisamente em uma das galerias postadas no site.

Ele acrescenta que "o universo de Tintori e seus acólitos há falta com precisão. E não há um êxodo como os gnus na Serenguetti para fugir do país, os aeroportos não estão colapsados de famílias da classe alta para fugir do país . O rico e acomodados seguem em suas casas, em seus bairros, que não são despovoadas, precisamente. "

Em seus comentários Otxotorena explica que existe um setor privado que joga com a escassez, e ele não se importa em vender menos ou não vender, como há uma alta concentração da oferta e sei que eles vão voltar para recuperar o mercado quando se deem as condições são eles eles querem.

''E eu estou cansado das mentiras'' escreveu em letras maiúsculas em um dos post mais recente, acrescentando: "Por certo, se alguém pensa que, como eu vivo aqui estou me alimentando de comer pombos e cães vadios, como vem se espalhando por algum desgraçado, aceito ajuda humanitária  para enviar dinheiro como caridade e outras coisas para outras pessoas ... Eu prometo imagens pimplandome um bom Rioja e um prato de jabugo às suas custas. "


























Link do perfil:https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10208017081162218&set=pcb.10208017087042365&type=3

5 comentários:

  1. onde estão as pessoas? ninguém comprando...ninguém atendendo...muito estranho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que não viu todas as fotos e os links postos, inclusive do perfil do individuo.

      Excluir
    2. Já foi em supermercado alguma vez ?

      Excluir
  2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKk isso é verdade eu sou o vinho da pratilheira esquerda

    ResponderExcluir