quarta-feira, 8 de março de 2017

Trabalhar com base na realidade e a comunicação politica

Resultado de imagem para Populismo

É muito importante conseguir desenvolver e apresentar projetos de forma que, diversos tipos de público possam ter acesso a ela, e, entende-la.
Na politica, e principalmente nos últimos anos, a direita vem conseguindo fazer isso muito bem, se comparado à esquerda, o embate cultural vem crescendo e o placar do jogo mudando a cada novo passe em falso da esquerda.
Os respectivos discursos da direita não contêm só mentiras á população. Há ''verdades'', mas, apenas uma faceta dela. De qualquer forma, o mais importante, sempre, é como as ideias e propostas são apresentadas e divulgadas para o grande público.
Essa é a grande dificuldade da esquerda atualmente.
Não é só o problema de estar presa a bolha universitária, majoritariamente formada pela classe média. Mas essencialmente porque todo o seu discurso, seus projetos, e primordialmente sua vontade é de continuar restrito, assim como um produto gourmet, ao mesmo público alvo de sempre.
A pouca interação com elementos das periferias é quando estes entram na universidade, mas não são essas poucas pessoas que influenciam as organizações e partidos, pelo contrário, a casta pequeno burguesa permanece inalterada, quem muda são exatamente os novos participantes.
O ''populismo'' da direita e essa nova onda que vem crescendo no mundo representa tanto do ponto de vista econômico, social e cultural, a completa incapacidade da esquerda moderada, e mesmos de seguimentos radicais, em conseguir construir um discurso compatível com os interesses mais imediatos dos trabalhadores e da população precarizada de um modo geral.
Será com base nas condições concretas, contradições e interesses imediatos, que é possível construir um projeto de transformação das estruturas econômicas e sociais do país, e não ao contrário, ou seja; um tipo de mudança cultural e de pensamento que vai alterar o curso da realidade e favorecer um mundo ''menos desigual'' e ''mais justo''.



Nenhum comentário:

Postar um comentário